BodyTalk, Constelações Familiares, Fonoaudiologia, Fonoaudiologia Sistêmica

Os Conflitos e Doenças na Visão Sistêmica

Quem me conhece sabe que eu DETESTO rótulos de doenças! Parece me que a doença cria uma espécie de “identidade pessoal”.

Vocês com certeza já ouviram falar : “Ah, eu SOU diabético e não posso doce!” “Eu SOU hipertenso , é por isso que não posso com sal”! “Ele É autista, por isso que faz birra!”   Noto que as pessoas esquecem que SÃO pessoas , mas a importância aos sintomas é tanta que acabam se esquecendo do principal. Somos seres humanos dotados de corpo, mente e espírito, viemos de uma família de origem,  temos uma vida social, nos alimentamos.

Enfim, então o que é o olhar sistêmico?

A palavra “sistêmica” é muito utilizada na biologia e medicina para identificar nossos sistemas corporais (sistema circulatório, sistema endócrino , sistema digestório..) Essa nomenclatura facilita nossa percepção que vários órgãos participam de determinadas funções e isso facilita o trabalho de todos. E se “por acaso” algum órgão para de funcionar , todo o resto se prejudica. Simples né?

Usamos também para identificar doenças familiares. Os médicos fazem a anamnese na primeira consulta tentando investigar se sua queixa é pertinente a algum familiar , como por exemplo: “há algum caso de diabetes na sua família?” E assim por diante!

ISSO É OLHAR SISTÊMICO!!

É investigar além das queixas iniciais.

O problema é que o foco da SOLUÇÃO se desvia…. é como ver uma árvore com galhos secos e tentar revitalizá los, ou quem sabe até arrancá los. Mas no caso da árvore sabemos que a solução está em adubar a raíz para tratar os galhinhos novos, certo?

INFELIZMENTE estamos acostumados a tratar os sintomas e nos contentamos com isso. Usamos medicamentos porque os médicos foram instruídos assim durante os anos da faculdade.

Mas sinto que isso está mudando. A nova “leva”de médicos está com muito mais consciência no que se refere aos tratamentos.

Temos ambulatórios de meditação e curas energéticas em algumas Universidades Federais .

E no SUS também, esse ano várias áreas de tratamentos complementares foram incluídas  pois isso facilita o gerenciamento e o fortalecimento dos pacientes no processo de cura.

Então , olhar sistêmico é olhar para a raíz do problema.

É ir além daquela dorzinha, daquela dificuldade de fala, daquele conflito com os pais, daquela briga com os filhos.

É ir na CAUSA , e assim, ganhar consciência e tomar uma atitude proativa para uma vida mais leve e equilibrada .

Gostou? quer conhecer mais sobre olhar além dos sintomas”?

Um beijo carinhoso

Beatriz Guntzel

women standing near river
Photo by Zun Zun on Pexels.com

Próximo Workshop dia 23/06 das 8:00 às 12:00.

WhatsAPP : 98939-0987

 

BodyTalk

Um pouco sobre a terapia de BodyTalk

Hoje vim falar sobre a terapia de BodyTalk!

A base filosófica da técnica se baseia nos conhecimentos da medicina tradicional chinesa , bioenergética, psicologia , cinesiologia aplicada, vedanta e yoga !

Partimos do princípio que nosso corpo tem uma habilidade inata de auto cura.

Como ocorre essa sabedoria inata ? O corpo procura se restabelecer em busca do equilíbrio a todo momento, a esse processo chamamos homeostase.

Por exemplo, ao  cortar o dedo , a sabedoria inata do corpo imediatamente inicia um processo de cicatrização celular para hemostasia.

No caso de fraturas também; as células de defesa iniciam um processo de renovação óssea sem que tenhamos “consciência ” disso! Nosso corpo é muito sábio!

Então porque adoecemos?

Os fatores são muitos que vão desde stress , insônia , má alimentação , excesso de interferências de energias sutis , crenças etc.

Dr John Velhtein, fundador da técnica uniu em protocolo todo o ” mapa ” de acesso do corpo/mente.

O terapeuta de Bodytalk procura por prioridades em equilíbrio do corpo/mente do paciente através de leves toques no punho, com o objetivo acessar as prioridades em equilíbrio através do protocolo.

O foco da sessão é equilibrar , sintonizar e comunicar as áreas do corpo/mente.

Podemos dizer que a técnica atua no que está por trás dos sintomas, fazendo com que você tome consciência do que desencadeou as queixas físicas , mentais e emocionais.

Ao final da sessão , leves toques na cabeça, coração e no cérebro entérico ( região dos intestinos) para integrar o novo equilíbrio.